Este artigo foi desenvolvido com o objetivo de apresentar para você uma breve comparação entre o Simples Nacional ou Lucro Presumido, trouxemos também para dentro do artigo sobre a calculadora e como é feito o calculo. Mas antes de entender sobre as diferenças entre ambos. Iremos ver o que cada um significa. 

O que você irá ver:

  • O que é Simples Nacional?
  • Quem pode optar pelo Simples Nacional?
  • O que é Lucro Presumido?
  • A calculadora?
  • Como usar a calculadora?
  • Como o cálculo é feito?

O que é Simples Nacional?

É conhecido como o regime especial de arrecadação de impostos das empresas de médio e pequeno porte. Esse regime se caracteriza pelo recolhimento dos impostos em uma única guia. Podem optar por esse regime, as empresas de pequeno porte que possuem faturamento de até R$ 4,8 milhões e as micro empresas com até R$ 900 mil.
Contudo nem sempre este regime representa a melhor opção.

Simples Nacional ou Lucro Presumido

 

Quem pode optar pelo Simples Nacional?

O simples nacional foi desenvolvido com o objetivo para atender as de micro e pequeno porte. Atualmente uma empresa que fatura no máximo trezentos e sessenta mil reais é considerada uma micro empresa. Então provavelmente se sua empresa está dentro desse orçamento ela com certeza inclui-se no Simples Nacional. 

Bom, quando falamos de pequena empresa enquadra-se aquela que fature no máximo quatro milhões e oitocentos mil reais anualmente. Mas será qual vale mais a pena Simples Nacional ou Lucro Presumido

 

O que é Lucro Presumido?

No caso da Lucro Presumido, qualquer empresa pode ser enquadrada. Devendo apenas obedecer o limite de faturamento de R$ 78 milhões. O cálculo do imposto de renda e CSLL sofrem incidência sobre uma alíquota definido pela Receita Federal. Pode oferecer uma opção vantajosa para aquelas empresas que não podem ser enquadradas no Simples Nacional.

 

A calculadora

Simples Nacional ou Lucro Presumido

É recomendável usar a calculadora com a ajuda de um contador, que possa auxiliar com precisão a situação da empresa e se é viável a transição de regime tributário.

Com o correto preenchimento dos dados, será possível que o empresário consiga visualizar o recolhimento de impostos que incidem sobre a sua atividade e faturamento em cada um dos regimes tributários.

 

Como usar a calculadora?

1 – Acesse a calculadora

2 – Selecione a atividade da empresa ou ramo de atividade

3 – Forneça o valor da receita bruta anual ou mensal

4 – Forneça o valor da folha de pagamento anual ou mensal

Esses são os dados principais a serem preenchidos, caso for preciso, será aberto mais opções que devem ser preenchidos conforme orientação estabelecida.

 

Como o cálculo é feito?

No Simples Nacional, o cálculo é baseado em uma comparação entre as alíquotas aplicadas sobre cada faixa de faturamento que incidem sobre segmentos de comércio, indústria e serviços.

 

CTC Fale com nossos consultores-2

 

Já no Lucro Presumido é feito com base na média das alíquotas de impostos incidentes sobre cada um dos ramos atividades indicados na calculadora.

Do resultado:

A calculadora fornece dois cálculos diferentes, que auxiliam na escolha de qual regime é mais indicado para empresa.

Gostou deste artigo não perca este também: Difal: Entenda de uma vez o que é