Coronavírus: gestão de estoques para farmácias

Posted by Luiz Paulo Castro on 28/04/2020 11:45:00
Luiz Paulo Castro

729

 

Se você possui uma empresa no seguimento de medicamentos este post é para você. Como deve ser feita a gestão de estoques para farmácias durante a pandemia do novo Coronavírus? Confira as nossas dicas!

 

O que você irá ver: 

  • O que é gestão de estoques?
  • Gestão de estoque para farmácias
  • Aprenda a demanda de estoque
  • Previsão de estoque para farmácias
  • Curva ABC
  • 5 falhas no gerenciamento de estoque

 

O que é gestão de estoques?

 

Gestão de estoque, é organizar de maneira inteligente o estoque da sua empresa. Você deve saber exatamente o que falta, sobra, perdeu e o que está disponível para venda. Geralmente essa contagem é feita com auxilio da tecnologia, quando um produto é vendido a sua quantidade é diminuída no sistema que faz conexão com o seu estoque.  

 

Um boa administração de estoque faz com que a empresa tenha fluxo de caixa positivo, por outro lado se essa administração não for adequada pode comprometer a saúde do seu negócio. No meio dessa  pandemia do corona virus, é importante que você saiba fazer a gestão da sua farmácia com qualidade.

 

Obs.: um dos indicadores que leva a perda de dinheiro nas empresas é pela administração inadequada do estoque.  

 

Gestão de estoque para farmácias

 

A regra é simples não importa se você for proprietário, gerente ou balconista você está ligado com esse segmento. Então, você faz parte do time para o crescimento desse negócio. O sucesso de uma farmácia não depende exclusivamente da quantidade de vendas que são atribuídas, mas sim o quanto cada produto contribui para o lucro do negócio. Você deve saber que cada item da sua farmácia contribui para o seu lucro geral, estar ciente desse processo é crucial para o impacto durante a pandemia de coronavírus. 

 

O estoque de uma farmácia, é um grande desafio isso devido ao alto investimento feito na linha de produtos, sejam medicamentos ou perfumaria, são muitos. As concorrentes brigam entre si para uma melhor posição no mercado. Por isso você deve conhecer muito bem o seu público para não compor o seu estoque de mercadorias erradas que podem ficar estagnadas.  

 

Para compor a gestão de estoques da sua farmácia, deve-se fazer três questionamentos: 

 

  • Quanto comprar?
  • Para quanto tempo?
  • Quando comprar?

 

Três perguntas simples, mas que fazem um grande diferencial, veja bem o porque! 

 

As farmácias não devem imobilizar o capital em estoques de grande quantidade isso devido que podem gerar prejuízos financeiros e perda de capital. Você precisa saber o que é importante ter no seu estoque e quão grande é a variação dos itens. Isso porque hoje possuem muitas marcas e com diferentes apresentações, com funcionalidades parecidas, diferentes ou idênticas. No mercado tem itens de referencias, similares e os genéricos. 

 

DICA 1

Uma das dicas que você irá ver para ter um gerenciamento de estoque de qualidade, é conhecer bem a sua clientela e onde o seu ponto comercial está instalado. Isso por que os públicos que o frequentam podem ser diferentes. Podem ser classificados como clientes de "passagem" ou clientes da "região". Você pode verificar se a maioria são aposentados também. Isso o ajuda a classificar o perfil do seu potencial cliente, verifique se existem hospitais e consultórios próximos do seu estabelecimento. 

 

DICA 2 

Você deve pensar em épocas de sazonalidade dos produtos na sua farmácia, leve em conta as estações do ano. Isso por que é considerado um fator importante para verificar o estoque de determinados medicamentos específicos de cada época. Fique atento também ao marketing das industrias farmacêuticas, aos hábitos de prescrição dos médicos, surtos como o da pandemia do corona virus. 

 

Gostaria de um auxilo contábil para o seu estoque? 👇

CTA NOVA

 

Aprenda a demanda de estoque

 

Ter cuidado com o seu estoque de farmácia é fundamental, pois é através do acompanhamento da previsão do consumo e na demanda do produto que você poderá ter uma analise do que abastecer. São levantados estimativas que irá levar no parâmetro de compra dos itens. Lembre-se de que todos esses dados devem ser atualizados com frequência, recomenda-se utilizar um software para que faça os devidos cálculos. 

 

A previsão de demanda dos estoques pode se classificar em duas categorias sendo elas: 

 

Quantitativa: esses dados podem ser feitos manualmente ou por um computador, são as informações que são medidas de forma objetiva como relatórios, contagens, anotações e registros. São baseadas em médias de consumo nos últimos períodos. 

 

Qualitativa: As qualitativas são as informações que se baseiam em desejos, sentimentos e opiniões. Elas são subjetivas. 

 

Previsão de estoque para farmácias

 

Para prever o estoque é utilizado algumas técnicas de previsão de consumo, elas costumam ser classificadas em três grupos, veja bem! 

 

Obs.: você pode utilizar um pouco de cada uma delas no seu planejamento de gerenciamento de estoque. 

 

1° Projeção: são aquelas que admitem que o futuro será a repetição do passado ou imaginam que as vendas evoluirão no tempo, segundo a mesma lei observada no passado.

 

2° Explicação: procura explicar as vendas do passado mediante cálculos que as relacionam com outras variáveis, cuja evolução é conhecida ou previsível.

 

3° Predileção: funcionários e conhecedores de fatores influentes nas vendas e no mercado estabelecem a evolução das vendas. A experiência é fundamental.

 

Curva ABC

 

A Curva ABC é um método de valorização dos estoques, baseado em quantidades e custos unitários. Consiste em classificar o estoque em categorias denominadas A, B ou C.

 

Categoria A: ficam os itens mais importantes com alto retorno, e fazem parte de uma parcela significativa dos valores investidos em estoque. Devem ser tratados com atenção especial, são de alto giro e ocupam até 20% do estoque, garantindo 70% do faturamento. Todos na farmácia devem saber que são tais produtos que garantem o maior faturamento da loja. Possuem boa margem de contribuição.

 

Categoria B: ficam os produtos intermediários, com retorno e rotatividade médios, ocupando cerca de 30% do estoque e respondendo por até 20% do faturamento. Os compradores devem ter atenção a esses produtos, para evitar faltas, pois podem influenciar o volume de vendas.

 

Categoria C: estão agrupados os itens menos importantes em termos de venda, correspondendo a até 70% do estoque e somente 10% do faturamento. Embora sejam mais numerosos, esses itens possuem um valor inexpressivo em relação ao valor total do estoque.

 

curva-abc-venda-media

Fonte: neoquimica.com.br

 

5 falhas no gerenciamento de estoque

 

O gerenciamento de estoque requer habilidade e tempo. Por ser um espaço de movimentação diária dentro da empresa, é comum que ocorra mudanças ao decorrer do dia. Manter atualizado os dados  do estoque é fundamental para a organização e gestão do mesmo.

 

1. Falha na segurança do estoque 

O estoque ou deposito como é conhecido popularmente, é o local destinado a guardar as suas mercadorias recomenda-se manter o local seguro. Uma das medidas que pode ser adotadas para evitar o acesso de qualquer pessoa indevida ou até furtos. 

 

Um dos métodos de segurança poderia ser:

  • Câmeras de segurança 
  • Fiscal para o estoque 
  • Senha para o acesso

 

Lembre-se: sempre é melhor estar prevenido do que esperar acontecer para prevenir-se. 

 

2. Armazenamento inadequado 

Você manter um armazenamento inadequado para os produtos, pode muitas vezes danifica-los ou gerar perca total. Imagine, um supermercado que não tenha sob controle a temperatura do seu estoque, todos os dias o supermercado terá de enfrentar com números negativos, percas e grandes prejuízos. 

 

Para prevenir perdas, recomenda-se conversar com o fabricante para saber qual seria a melhor forma de armazenamento do produto. 

 

3. Deixar de conferir 

Para evitar equívocos, é necessário conferir todas as mercadorias do seu estoque nas datas pré determinadas, para que assim seja declarado o que falta, o que sobra, o que precisa repor e o que está próximo do vencimento. 

 

Lembre-se: é importante manter atualizado tanto o estoque físico quanto o estoque virtual. 

 

Veja os nossos planos! 👇

CTA-1

 

4. Comprar sem precisar 

Essa falha é uma das mais comuns de acontecer, ao mesmo tempo é uma das mais fáceis de serem evitadas. Isso porque basta apenas uma revisão no seu estoque, e uma sincronização de dados compartilhados entre todos os envolvidos no estoque. Imagine que você compre uma grande quantidade x de produtos todos os meses e que nesse mês o mesmo produto vendeu menos do que o comum, isso gera um grande problema financeiro. 

 

5. Falta de planejamento 

Essa última falha é o que mais acontece dentro das empresas, ausência de planejamento no estoque não influencia apenas na falta dos produtos. Influencia também no sucesso do seu negócio. 

 

Ter um planejamento do que será comprado, do que será reposto e até mesmo o que não precisa ser comprado mais. O planejamento não para por aqui, você pode controlar as entradas e saídas de mercadorias do seu deposito para que fique ciente do que está sendo vendido e do que está sendo esquecido para uma melhor gestão de estoques do seu negócio. 

 

Ficou com alguma dúvida? Conte para nós! 

 

Não deixe de conferir esse post também 👉 Covid-19: Perguntas e Respostas

 

Abraço do time Marbo Contábil! 💛

Topics: Negócios

Assine agora