Sabemos que a nota fiscal é um documento que registra as informações de uma empresa e sua emissão é fundamental para registrar o processo de compra e venda. Com a apresentação desse documento é possível solicitar a troca ou devolução de mercadorias que apresentem ou não defeitos, ou ainda restituir valores pagos. 

Existem diferentes tipos de notas fiscais e a utilização de cada pode confundir os empresários. A melhor alternativa na hora de emitir é contar com a ajuda de um contador. Neste blog, iremos te apresentar o modelo de nota fiscal de venda de industrialização, como e quando ela pode ser utilizada, veja a seguir:

Quando a nota fiscal de remessa é utilizada?

Antes de falarmos sobre a nota fiscal de venda de industrialização, precisamos entender sobre a natureza da operação, que é um componente da nota fiscal. A nota fiscal de remessa é um documento utilizado sempre que há circulação de mercadorias sem estar promovendo uma venda de fato. Dessa forma, uma empresa precisa gerar uma nota fiscal de remessa quando realiza esses transportes. 

Esse é um documento de emissão obrigatória, e servirá para controle e identificação do envio de mercadorias. É importante deixar claro que nesses casos, não há a cobrança de taxas, dado que a operação não é comercial. Agora, sabendo o que é nota fiscal de remessa, conseguiremos entender para que serve a nota fiscal de venda de industrialização. 

Veja também esse conteúdo: Nota fiscal de devolução: o que é e como emitir?

O que é uma nota fiscal de venda de industrialização?

Conforme a legislação, toda empresa precisa emitir notas fiscais para vendas de produtos ou serviços prestados, segundo a Lei nº 8.846/94. Com esse simples documento, muitas coisas podem ser resolvidas. Existem diversos tipos de nota fiscal de venda, uma delas é a nota fiscal de venda de industrialização, que ocorre justamente no processo da própria industrialização. 

Nesse processo, é comum que algumas empresas optem por delegar a terceiros parte do processo produtivo. Desta forma, irão existir duas figuras envolvidas: a indústria que solicita, e a empresa que irá prestar os serviços. A nota fiscal de venda e industrialização deverá ser feita no processo de envio e recebimento das mercadorias e insumos necessários para realizar a transformação necessária. 

De forma clara e objetiva, a indústria envia para o prestador de serviço o insumo necessário (matéria-prima) para a transformação a partir de uma nota fiscal de remessa. Com isso, o prestador de serviço irá realizar a transformação necessária. Na devolução deste produto, deverá ser emitido uma nota fiscal de retorno de industrialização juntamente com a nota fiscal de venda de industrialização.

Por que essa nota fiscal é importante?

A remessa para industrialização com nota fiscal de industrialização é importante pois garante que o empresário não precise pagar os impostos que geralmente são cobrados em operações interestaduais, ficando isento de ICMS e IPI. Isso acontece porque o pagamento dos impostos é postergado para quando as mercadorias forem vendidas de fato. 

Portanto, quando o produto final é devolvido para a indústria realizar o pagamento do serviço prestado, terá que vir acompanhado dessa nota. Isso irá garantir maior transparência, bem como o registro das operações para ambas as partes, evitando assim transtornos a longo prazo.

Não deixe de acessar: Como calcular e emitir nota fiscal de serviço? 

Caso tenha alguma dúvida referente ao assunto, nos envie uma mensagem por esse link. Nossos consultores estarão prontos para atender você e tirar todas as suas dúvidas! 

Equipe Marbo. 🧡