Veja 7 erros comuns para emissão de nota fiscal

Posted by Luiz Paulo Castro on 21/11/2019 07:00:00
Luiz Paulo Castro

Você está com dificuldades para emitir a sua Nota Fiscal de produtos de nota fiscal de serviços? Este artigo lhe comprovará quais são os principais erros mais comuns que ocorrem quando esses notas eletrônicas precisam ser geradas. Entenda a diferença entre a NF-e a NFS-se.

O que você irá ver neste artigo: 

  • O que é nota fiscal?
  • Entenda a diferença entre NF-e e NFS-e
  • 7 erros comuns na emissão de notas fiscais
  • Conclusão

O que é Nota Fiscal? 

Quantas vezes você recusou receber a Nota Fiscal quando adquiriu um produto ou um serviço? Saiba que essa é uma péssima escolha e lhe explicarei o porque. Continue lendo para descobrir!

A nota fiscal é uma forma de comprovar que uma venda ocorreu seja de um produto ou de uma prestação de serviços. Uma das vantagens de armazenar a Nota Fiscal, é caso surja uma cobrança indevida de imposto, você terá como comprovar ao contrário.

Entenda a diferença entre NF-e e NFS-e

Algumas dúvidas surgem quando o assunto é Nota Fiscal, as principal de todas é compreender quais são as diferenças entre a NF-e e NFS-e. Irei explicar de forma detalhada as suas diferenças.

A NF-e tem como base registrar a venda de produtos enquanto a NF-e registrar a prestação de serviços. Essa é sua principal diferença! 

Tome nota: atente-se a qual o segmento da sua empresa. Se o seu negócio oferece venda de certos produtos e serviços. Você terá que emitir as duas notas tanto a Nota Fiscal de produtos quanto a Nota Fiscal de serviços. 

Exemplo: um petshop pode emitir as duas Notas Fiscais, desde que sejam emitidas separadamente. Por venderem produtos para pets tais como brinquedos, acessórios, comidas entre outros, a emissão de Nota fiscal de produtos é liberal nesse segmento.  Dessa forma ao prestarem serviços para pets, como banhos, tosas e serviços clínicos a emissão de Nota Fiscal de serviços é liberal também. 

5 erros comuns para emissão de nota fiscal de serviços

1° Informações incorretas 

Tempo é dinheiro e não pode ser desperdiçado! Mas, procure atentar-se a conferir todas as informações que irão para a Nota Fiscal de serviços eletrônica. Para ajudar elabore um check-list para conferência sempre que for emitir a NFS-e.

Checklist: 

  • Valores;
  • Prazos;
  • Nome do cliente;
  • Datas.

Esse se trata de um checklist básico, você pode complementar conforme as necessidades da sua empresa. Lembre-se que se algumas informações forem preenchidas incorretamente pode agravar em um prejuízo significativo para a sua empresa. Melhor gastar um tempinho extra conferindo todos esses dados do que comprometer a saúde financeira do seu negócio. 

2° Recusar-se a emitir NFS-e

As empresas são obrigadas a emitir Notas Fiscais, caso uma empresa opte por não emitir a NF de serviço eletrônica e se o cliente solicitar você como empreendedor terá que correr atrás para emiti-la. Ao se recusar emitir Nota Fiscal, estará cometendo um crime. Conhecido também como sonegação de impostos. 

Procure sempre emitir Notas Fiscais para os seus clientes, evitando pagar multas por sonegação de impostos. 

3° Confundir a emissão das notas

Alguns dos principais erros que acontecem na emissão das Notas Fiscais são a confusão entre eles. Existe as Notas Fiscais especificas para o que deseja vender seja um produto ou serviço. Caso seu negocio ofereça serviços, como exemplo: cursos de idiomas, serviços de mecânica, massagem e entre outros. A sua empresa vende o "serviço prestado" sendo assim você deverá emitir a Nota Fiscal de serviços para o seu cliente. 

Contudo, caso sua empresa forneça venda de produtos como por exemplo: 

  • Papelaria;
  • Maquiagem;
  • Roupas.

Sua empresa deverá emitir Nota Fiscal de produtos porque ela vende produtos. 

Está com dúvidas sobre como emitir notas fiscais? 

nota fiscal de serviços

4° Não guardar os documentos fiscais 

Sabe aquela frase, "melhor prevenir do que remediar"? Ela é fundamental nesse caso para evitar ter que enfrentar problemas fiscais no futuro ou que lhe falte provas. É recomendado guardar todas as Notas Fiscais eletrônicas que são emitidas pela empresa num período de 5 anos mais o ano vigente. 

Isso porque caso a sua empresa seja fiscalizada e solicitem as Notas Fiscais você terá guardado todas elas. Nunca descarte as Notas Fiscais eletrônicas, pois elas podem livrar de pagar multas.

5° Não se atentar a data de emissão e da competência 

Ao emitir as Notas Fiscais sejam elas Notas Fiscal de produtos ou Nota Fiscal de serviços você deverá ficar atento com as respectivas datas para não confundir. Além de poder cometer o erro na hora de preencher os dados. Outro erro bastante comum é coloca as datas da emissão da NF e data de competência erradas. 

Por que isso ocorre?

Isso ocorre devido a falta de entendimento do significado das duas situações. A data de emissão é a data em que essa Nota Fiscal será imprensa, ou seja, o dia em que você terá ela finalizada. Agora a data de competência, é a data em que o serviço foi prestado ao cliente "a data de competência não pode ser alterada" a data de emissão é a data em que o documento foi gerado. 

Leia também: 6 motivos para contratar a Marbo Contábil

6° Confundir a DANFE como Nota fiscal 

Sabe quando você compra um produto e recebe junto com ele um documento em papel que contém uma série de informações sobre a empresa, tais como o CNPJ, valores, descrição da compra etc. 

Este documento não é a Nota Fiscal, mas sim a DANFE. Junto com ele é acompanhado a chave de acesso onde você poderá realizar a consulta da Nota Fiscal. 

Veja abaixo um modelo de DANFE: 

nota fiscal de serviços"Este é um exemplo de documento DANFE retirado da internet"

7° Rejeição 

Por último temos um erro comum, quando uma empresa emite Notas Fiscais ela poderá se deparar com o "Erro 580" esse erro é conhecido mais como "rejeição" que é causado quando o CNPJ da empresa é informado de forma inválida ocasionando num CNPJ nulo. 

Lembre-se: utilize sempre um CNPJ válido para evitar o erro 580!

Conclusão

A NF-e e NFS-e são exemplos de duas Notas Fiscais com finalidades diferentes. A Nota Fiscal de produtos é destinada para emissão na venda de produtos, a Nota Fiscal de serviços é destinada a emissão de prestação de serviços. Fique atento e procure evitar cometer um desses erros acima, alguns podem ser evitados contudo outros já poderão, em alguns casos, serem fiscalizados e podendo gerar multa para o seu negócio. 

Gostou deste artigo? Você irá adorar ler esse: Saiba o que é regime de tributação e como você pode escolher

Abraço, time Marbo! 💛

 

 

Assine agora