Saiba como você pode pagar menos impostos SIMPLES?

Posted by Luiz Paulo Castro on 30/11/2019 15:00:00
Luiz Paulo Castro

O Brasil é um dos países onde mais se paga impostos, sejam eles desde as compras de um itens de supermercado à impostos pagos pelos empresários para que a sua empresa fique legalmente dentro das regras. Neste artigo você verá formas de como pagar menos impostos. Saiba que é possível! Através de algumas dicas, você verá como fazer a redução de impostos no seu negócio!  Vamos lá!

Os empresários enfrentam, e não de agora, uma das maiores cargas tributárias. O que pode ser ainda mais complexo é compreender a forma de tributação no país que muitas vezes é concentrada em complexidade para a maioria das pessoas. É por isso que se faz necessário de ter algum especialista por perto para auxiliar na compreensão. 

Leia: 6 motivos para contratar a Marbo Contábil

como pagar menos impostos

Infelizmente um dos maiores fatores que levam as pessoas a não tirar o sonho de ser empreendedor do papel ou até mesmo fechar as portas do empreendimento, são os impostos que devem ser pagos. A dificuldade começa por aqui, sendo uma das primeiras barreiras a evitar com que o negócio seja criado. 

O governo, olhando por esse lado criou o Simples Nacional. Um regime para influenciar as pessoas a abrirem o próprio negócio. Dentro do Simples Nacional, se encontram cinco anexos no qual podem variar!

O que você verá neste artigo:

  • Elisão Fiscal;
  • Fator R;
  • Planejamento Tributário;
  • Conclusão.

Elisão Fiscal

A Elisão Fiscal, é um conjunto de estratégias para as empresas reduzirem o valor que são pagos em impostos pelas empresas. As técnicas e estratégias são realizadas de forma legal. 

Vimos que os impostos é uma das primeiras barreiras para abertura de uma empresa e um dos principais motivos pelo encerramentos dos negócios no Brasil. A Elisão Fiscal não pode ser confundida com Evasão Fiscal. 

A Elisão Fiscal é uma estratégia utilizada para reduzir impostos. Bom, as empresas devem pagar o Imposto Sobre Serviços (ISS) que é um imposto municipal que o seu valor varia de cidade para cidade.

Dessa forma por que não pagar um imposto em uma cidade onde é mais barato? Com isso a empresa pode acabar mudando sua localização atual para um lugar onde o seu imposto será inferior do que está sendo pago atualmente. 

Viu, como não é difícil fazer a redução de impostos na sua empresa? Está esperando o que para começar já? 

Como pagar menos impostos

Fator R

Você já ouviu falar sobre o fator R no Simples Nacional? O fator R, é um calculo realizado mensalmente para identificar se a empresa será tributada conforme o anexo III ou o anexo V. 

Leia sobre a Lei: Art. 5º da Lei Complementar nº 139, de 10 de novembro de 2011

Veja os seguintes itens abaixo e conforme os últimos 12 meses e a receita bruta da pessoa jurídica dos últimos 12 meses for igual ou superior a 28% (vinte e oito por cento). Dependendo do segmento da empresa pode ser que ela deixará de ser tributada no anexo V e passe a ser tributada conforme o anexo III. 

  • Folha de salários;
  • Folha de pagamento;
  • Pró-labore.

No anexo III do Simples Nacional os impostos são menores são a partir de 6% enquanto no anexo V os impostos incidem a partir de 15,5%. Ou seja é mais vantajoso estar no no anexo III para que assim seja feita a redução de impostos. Mas lembre-se de verificar se o segmento da sua empresa se enquadra para o fator R. 

Para uma analise veja a tabela abaixo comparando os dois anexos: 

ANEXO III

Faixa  Receita bruta em 12 meses  Alíquota  Valor a deduzir em reais 
1ª Faixa Até R$180.000,00 6,00% -
2ª Faixa De R$180.000,01 a R$360.000,00 11,20% R$9.360,00
3ª Faixa De R$360.000,01 a R$720.000,00 13,50% R$17.640,00
4ª Faixa  De R$720.000,01 a R$1.800.000,00 16,00% R$35.640,00
5ª Faixa  De R$1.800.000,01 a R$3.600.000,00 21,00% R$125.640,00
6ª Faixa De R$3.600.000,01 a R$4.800.000,00 33,00% R$648.000,00

 

 

 

 

 

 

ANEXO V

Faixa  Receita bruta em 12 meses  Alíquota  Valor a deduzir em reais 
1ª Faixa Até R$180.000,00 15,50% -
2ª Faixa De R$180.000,01 a R$360.000,00 18,00% R$4.500,00
3ª Faixa De R$360.000,01 a R$720.000,00 19,50% R$9.000,00
4ª Faixa  De R$720.000,01 a R$1.800.000,00 20,50% R$17.100,00
5ª Faixa  De R$1.800.000,01 a R$3.600.000,00 23,00% R$62.100,00
6ª Faixa De R$3.600.000,01 a R$4.800.000,00 33,50% R$540.000,00

 

 

 

 

 

 

Planejamento Tributário

O planejamento tributário é uma das estratégias mais adequadas para a redução de impostos. Fazer um bom planejamento que esteja a altura da sua empresa é fundamental até mesmo para o crescimento dela. 

Para fazer um bom planejamento é necessário atentar-se algumas coisas e pensar muito bem sobre, algumas coisas podem ser levadas em conta como está na lista abaixo. Mas, caso seja necessário, pode ser acrescentado ou retirado qualquer um destes itens. 

  • Faturamento mensal 
  • Despesas
  • Custos
  • Salário 
  • Pró-labore
  • Lucro
  • Folha de pagamento (Atente-se como será feita) 

O planejamento pode ser feito em uma planilha seja ela no Excel ou no Drive. O importante é conter as devidas informações, tais como data de vencimento, valores, descrição e data. 

Entenda tudo sobre o ICMS: O que é, como é calculado, Difal e ICMS-ST

Conclusão 

Reduzir impostos pode parecer complicado, mas para que tal redução seja feita com sucesso é necessário seguir um conjunto de ideias para que todos os efeitos favoreçam para sua empresa. Um bom planejamento tributário é fundamental para redução de impostos, é recomendado procurar sempre um especialista para realizar o planejamento ideal para sua empresa. 

Tanto a Elisão Fiscal e o Fator R são outras modalidades de como pagar menos impostos, deve atenta-se para verificar em qual anexo a sua empresa se enquadra e averiguar se vale a pena realizar a mudança. Entre em contato conosco, será um prazer te ajudar! 👉👉 Marbo Contábil 

 

Gostou deste artigo? Você irá adorar ler esse também👇

Difal: o que é, como funciona e quem deve pagar?

Abraço do time Marbo! 💛

 

 

Topics: Fiscal

Assine agora